Compartilhe!

Pesquisar neste blog

01 dezembro, 2007

Árvores de natal e enfeites...








Minha casa já está pronta para as festas de fim-de-ano


Não sou católica
Não acredito na história divulgada de Cristo
Sim, eu adoro papai noel e a neve e o frio que não fazem aqui
Sim, eu gosto da possibilidade
...de árvore que realize desejos
...de semente de dias melhores
...de muda de pé-de-esperança sempre crescente
...de caule-de-sustentação-de-valores mais nobres
...de galhos-de-rumos-novos e espontâneos que sustentam frutos
...de flores que cheirem gozo, prazer e alegria lambuzada
...de folhas-de-contentamento-verde brotando
...de folhas secas voando as tristezas-de-retinas-ressecadas, ressentidas
...de poléns que se jogam à sorte
...de espinhos que afastam intrigas
...de florestas que recolhem os sonhos
...de florestas-de-copas-amplas com sombras de silêncios necessários
...de terra molhada gritando às narinas a fecundidade, o próspero
...de raízes suficientemente fundas que plantem o dia seguinte
...de sulcos rasos quem impeçam os apegos
Sim, eu creio em possibilidades.

Parece-me que no Natal e no Ano Novo enfeitar a casa é regar os olhos de estrelas que, mesmo mortas, alteadas piscam para descortinar os sorrisos daqueles que insistem em elevar a cabeça além do horizontes retos do dia-a-dia.

Um comentário:

Fernanda Ramirez disse...

o espirito natalino é inegável. Deveria durar o ano todo. Fazer parte, co-existir. E deixaria de ser espirito de natal, para ser dia-a-dia. E o natal seria outra coisa, ainda melhor. E esta outra coisa poderia durar o ano todo. Fazer parte, co-existir. E deixaria de ser outra coisa, ainda melhor, para ser dia-a-dia. E esta outra coisa ainda melhor, seria melhor ainda. E poderia durar o ano todo...

Postagens populares

Total de visualizações de página