Compartilhe!

Pesquisar neste blog

06 janeiro, 2008

Dia de reis, para sempre...


A primeira postagem do ano vem com fé (mesmo que esta seja a segunda sílaba de café).
Finalizei dezembro homenageando o consumidor. Seus direitos. Ou melhor, suas possibilidades de direitos. Sim, pois possuir "direito" não é nem de perto poder exercê-lo.

Bom exemplo meu 2007. A Casa do Notebook, na 207 norte/Brasília, tem um serviço pouco confiável. Além de um atendimento de terça categoria, seus produtos e serviços não são o que dizem ser. Sabe gato por lebre? Nessa eu me ferrei.

Mais uma. Comprei vários móveis no meio do ano passado quando mudei de ap. Apesar de preferir pronta-entrega cai na asneira de encomendar uma estante. Bonita, imponente e caraaaaaaaaaaaaa (por volta de 4 mil reais). A loja é apresentável, tem duas filiais, fábrica e blábláblá. Isso é o que mais tem: blábláblá! O vendedor me vendeu o blábláblá e a burra comprou caro. A WJ MÓVEIS E DECORAÇÕES (shopping ID e Casa Park) é amadora. Baixa qualidade, erros sucessivos, descumprimento de prazos, produtos com defeito, enfim é dor de cabeça e insatisfação na certa!

Continuando. Tive que abrir uma conta-salário (que depois nem cheguei a ver porque a faculdade entrou em briga societária) no BRB (Banco de Brasília). Eu sabia que esse tipo de conta tem tarifa zero. Minha surpresa? Desde a abertura da conta que pago R$ 7,00 de manutenção. Ou seja, descumprimento legal. Solução? Falei no banco e a resposta foi: não é isenta não. Resultado? Mais uma vez baterei ponto no Procon/DF.

Eis que minha sobrinha nasce. Surpresa! É. Em dose dupla: ela é linda e meu irmão teve que pagar R$ 60,00 para assistir ao parto. ahn? É. Apesar da campanha de humanização e do SUS GARANTIR a presença de um acompanhante durante o nascimento, o HOSPITAL SANTA HELENA [que nem site tem. SHLN 716, Bloco J - Telefone: (61) 32150000)] cobra. Mais uma demanda judicial para fazer cumprir o que deveria ser praticado.

Então, numa bela 6 feira (claro!) a máquina de lavar ploft! Lembrei da garantia "estendida" das Casas Bahia. Infelizmente, havia terminado há uma semana. Diretamente das páginas amarelas chamei uma loja para olhar o problema. Orçamento: R$ 500,00 para trocar o "tanque interno". Teria que levar a máquina... Pelo preço resolvi pelo segundo orçamento. R$ 50,00. Por 10% resolvi a picaretagem. O " técnico" anterior faria uma extorsão para fingir trocar uma peça que estava em ordem. O curioso foi que o conserto verdadeiro (troca de uma mangueira) se deu pela lambança que a assistência técnica estendida das Casas Bahia fez na máquina (ainda durante a garantia). Traduzindo? Durante a garantia a mais a máquina pifou (vazando água), a o técnico conveniado das Casas Bahia veio em minha casa, e fez um serviço de porco (emenda com silicone) que tive que mandar refazer (E PAGAR) logo depois.


A lista não termina aqui. Estou me especializando cada vez mais em direito do consumidor e em cidadã testemunha da avacalhação que é o Brasil. Nem tudo é resolvido, fazer valer o direito dá muito trabalho, custos e tempo. Nem sempre o custo benefício existe.

Trocar presentes de Natal? Brinquedos? hahaahahahhahaha Só se for para morrer de raiva. Vamos repassá-los nas próximas festinhas de aniversário.

E, para finalizar, hoje é dia de reis. Devemos aos Magos a tradição de trocar presentes no Natal. Dos presentes dos Magos surgiu a tradição em celebração do nascimento de Jesus. Em diversos países a principal troca de presentes é feita não no Natal, mas no dia 6 de janeiro, e os pais muitas vezes se fantasiam de reis magos.

Graças a Gaspar, Melchior (ou Belchior) e Baltazar nossa conta bancária chega ao limite do insuportável todo fim de ano. Graças ao bom Jesus, a festa de seu nascimento é caraaaaa! Desfalca-se o bolso, desperdiça-se comida, engorda-se. Jesus e os maguitos nos deixaram um legado de contas a pagar e procons a visitar!

Segundo a Bíblia, os Magos do Oriente chegaram a Jerusalém perguntando: "Onde está o Rei dos Judeus, recém-nascido? Vimos sua estrela e viemos adorá-lo".

Hoje, as estrelas que vemos são as dos bancos, dos empréstimos, dos cheques... Seguimos as estrelinhas falsas de descontos em shoppings. O ouro, o incenso e a mirra deixados pelos reis ao menino Jesus andam em alta no mercado. E, esses presentes que simbolizam a realeza, a divindade e a imortalidade do novo Rei estão se sofisticando ano após ano.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Total de visualizações de página