Compartilhe!

Pesquisar neste blog

14 agosto, 2006

Nossa vida dupla...

“Fernando Pessoa dizia que em cada um de nós há dois seres: o primeiro, o verdadeiro, é o de seus devaneios, de seus sonhos, que nasce na infância e prossegue por toda a vida, e o segundo, o falso, é o de suas aparências, de seus discursos e de seus atos. Diremos de outro modo: dois seres coexistem dentro de nós, o do estado prosaico e o do estado poético; esses dois seres constituem nosso ser, são suas duas polaridades, necessárias uma à outra: se não houvesse prosa, não haveria poesia: o estado poético só se manifesta como tal em relação ao estado prosaico.” (Edgar Morin)

Fonte

Um comentário:

Alena disse...

Sei não, sempre achei que mais seres habitam em mim. Mas a tal da essência profunda de que fala Saramago, aquilo que somos, isso é uma coisa só e talvez seja este o ser verdadeiro de que Pessoa fala.
Beijo!

Postagens populares

Total de visualizações de página