Compartilhe!

Pesquisar neste blog

29 julho, 2009

falar para reinventar...

Para Beckett, como toda ação é inútil e destituída de propósito, tudo o que nos resta é falar, ainda que sem sentido. Não por acaso, em “O Inominável”, o personagem é apenas uma cabeça falante: é preciso continuar falando porque essa é a única possibilidade que resta ao homem de inventar-se.

Fonte aqui

Nenhum comentário:

Postagens populares

Total de visualizações de página