Compartilhe!

Pesquisar neste blog

22 março, 2009

Por fora e por dentro: curtas e grossas

  1. Metendo o bedelho na porta dos outros, vejo que muitas vezes as pessoas mais querem aparecer do que informar embora o discurso seja exatamente o contrário. Somos mais previsíveis aos outros que a nós mesmos.

  1. Abrindo o meu ferrolho, percebo que não preciso gostar ou querer ter uma vida diferente da minha própria vida. Se meu tesão é estudar, conversar com gente inteligente e descobrir as senhas do comportamento humano, danem-se as relações sociais meramente sociais. Não sou obrigada a conviver e a partir de agora não me sentirei culpada.

  1. Engraçado, sempre ouvi dizer que gaúchos eram grossos. Convivendo agora com alguns, acho que sou gaúcha.

  1. Comunicação é um tacho onde todo mundo mete a colher, mas mandam apenas um ficar mexendo até dar o ponto. Quem estudou o ofício é o menos ouvido.

  1. Existem tantas éticas no mundo quanto o número de pessoas.

  1. Clodovil morreu. Grande perda. Sinceramente.

  1. O namoro de Francine e de Max ruiu por tanta opinião. Fora do BBB é a mesma coisa, pois não namoram apenas o casal, mas todos aqueles que acompanham a novela amorosa.

  1. Existe mais gente incompetente no mundo, do que competente.

  1. Quando a agressividade se torna habitual, alguém não está se fazendo entender. A agressão é arma dos invisíveis.

Nenhum comentário:

Postagens populares

Total de visualizações de página