Compartilhe!

Pesquisar neste blog

20 julho, 2008

Eu sai no fim de semana...

No sábado fomos à exposição "Darwin" promovida pelo Instituto Sangari (sobre o qual tenho váaaaaaaaaarias críticas que merecem outro post) e pelo Museu de História Natural. Minha sorte foi ter gasto pouco para entrar (finalmente professores pagam meia entrada), apesar de ter comprado o "livreto" por R$ 40,00 ao sair.



Minha opinião? Poucos animais e muito texto! Explico: eu amo ler (por isso comprei o livro ao sair), mas exposição precisa ser mais interativa, curiosa...
Enfim, não gostei tanto quanto pensei que pudesse admirar. Sobre a obra de Darwin, quem sou para julgar...


Porém uma parte da teoria, resumida em uma das paredes, me contagiou: "grupos separados de organismos que pertencem à mesma espécie podem adaptar-se de maneiras diferentes de forma a melhor explorar os diversos ambientes e recursos. Também podem evoluir características variadas para atrair parceiros reprodutivos. Ou seja, grupos diferentes evoluem em direções diferentes. Com o passar do tempo, esses grupos ou populações podem tornar-se tão diferentes a ponto de não mais cruzarem entre si e, assim, espécies separadas são formadas".


Desse jeito, entendo cada vez mais que o grupo ao qual pertenço está em extinção e tenho me tornado de uma espécie separada. Estou me vendo como uma mica-leõa-dourada em tempos capitalistas. Pago o mico de acreditar em uma vida filósofica, artística, criativa e mais humana. Enquanto a violência, consumo e futilidade se reproduzem em escalas geométricas formando populações predadoras de macacas como eu....



É o preço que se paga ao escolher tomar uma direção diferente... Oxalá!

Nenhum comentário:

Postagens populares

Total de visualizações de página