Compartilhe!

Pesquisar neste blog

02 abril, 2008

Sábado foi o último post - CENA I - AS BARATAS




FORÇOSAMENTE (que fique claro) eu entrei na abstinência virtual CONDENADA e acabei me dedicando ao mundo virtual da rotina (eta mundinho estranho é esse em que vivemos cotidianamente, não duvido que seja pura ficção ou ficção pura mesmo).

Nesta troca de olhares do factível ao indefectível memorizei umas cenas só pra blogar (ou flashes delas).


CENA I - AS BARATAS


Baratas. Odeio! Toda noite tenho um infeliz encontro com as nojentas na cozinha. Pois saibam: elas habitam o planeta há mais de 300 milhões de anos e têm a maior capacidade de adaptação do reino animal. Há quatro mil espécies no mundo. Transmitem 38 tipos de doenças nocivas aos seres humanos. Dentro das características da praga, pode-se relatar a capacidade de sobrevivência sem se alimentar durante até um mês, sem ingerir água durante até uma semana, ficar até 40 minutos submersa e se deslocar por fendas muito pequenas de até 1,6 mm. A ooteca é uma estrutura que tem a função de proteger os ovos das variações do ambiente, inclusive dos inseticidas, garantindo assim, a reinfestação e perpetuação da espécie. Aliado ao seu alto potencial reprodutivo, ela produz altas infestações em um período curto de tempo e apesar de viverem aglomeradas, as baratas não são consideradas insetos sociais.
Fiz váaaaaaaaaaarias tentativas e NADA! Agora imaginem se fossem sociais? Ecaaaaaaaaaaaaaaaaaa argggggggght!


O pior? Fiquei sem internet para pesquisar no dr. google-pai-de-todos-os-santos como fazer um remédio pá-bif para acabar com as nojentas. Por fim, virei no fim de semana uma franco atiradora de spray inceticida que mal deu para o começo... A GUERRA CONTINUA, CONTRA AS BARATAS E CONTRA A LINK EXPRESS!

Nenhum comentário:

Postagens populares

Total de visualizações de página