Compartilhe!

Pesquisar neste blog

03 novembro, 2007

Blog do Dia - Síndrome de Estolcomo

Anúncios veículados em 2002 veja aqui















Um blog inteligente, bem-feito, com notícias que aguçam o senso crítico... Hoje Denise Arcoverde fala sobre trabalho infantil... Algo lamentável, mas que existe e muito neste mundo capitalista no qual impera o consumo desenfreado. Como está escrito no blog: "se o preço de algum produto está baixo (barato), alguém está pagando por isso". Muitas vezes se paga com o suor das crianças vítimas de abusos. É a mão-de-obra escrava que alimenta esse comércio de preços imbatíveis da China e da Índia. O que fazer? Há quem sugira o boicote às grandes marcas que se utilizam desse tipo de "linha de produção", como por exemplo Nike, Gap Kids ,

__________
Pedacinho da matéria do blog:

Bhuwan Ribhu, advogado e ativista do Global March Against Child Labour resumiu:"'Empregar mão de obra barata sem auditoria séria e investigação dos fornecedores inevitavelmente significa que crianças estão sendo usadas em algum lugar desse processo. Isso pode não ser o que eles querem ouvir, quando pegam as roupas fresquinhas de prateleiras limpas em lojas do Ocidente, mas compradores deveriam estar se perguntando: 'Como eu estou pagando somente 30 libras por uma blusa bordada à mão? Quem fez isso a tão baixo custo? não estaria essa blusa manchada com o suor de uma criança?' isso é o que eles deveriam estar se perguntando".



Deu no O Globo on-line:

As crianças são originárias de uma das regiões mais pobres da Índia, o estado de Bihar, que tem sido alvo preferencial de traficantes de trabalhadores escravos no país. Muitas empresas internacionais têm contratado serviços de empresas indianas na área de tecelagem. A Gap se orgulha de ter 100 inspetores encarregados de fiscalizar a produção de peças da marca em mais de 2700 fábricas em vários países. Os tais inspetores se esqueceram de visitar Nova Delhi...


Já do Distrito Federal... publica o Repórter Brasil

"O trabalho urbano informal e o serviço doméstico são as principais formas de atividades infantis no Distrito Federal, reflexos do desenvolvimento do comércio e dos serviços - setores econômicos predominantes na cidade. A atividade de crianças no processamento do lixo, na maioria dos casos, incentivada pelos pais, é caracterizado como trabalho doméstico e de relação familiar.

A OIT classifica a atividades de crianças em aterros como uma das piores formas de trabalho infantil e ainda como atividade perigosa e de complexidade privilegiada".

Um comentário:

Rogério Silvério de Farias disse...

e a chuvarada que deu aí, dia de finados, vi na tv, encheu tudo aí mesmo? Roger Race Bannon (Johnny Quest)

Postagens populares

Total de visualizações de página