Compartilhe!

Pesquisar neste blog

19 agosto, 2007

Enquanto não blogava III















Na abstinência virtual, eu pintei.
Peguei uma tela antiga (pintada em 1999) e reciclei.


Parece uma eterna reciclagem minha vida...


A grande Fê perguntou (dois posts abaixo): "e depois da mudança já se encontrou?"

Fê, ainda não.


Às vezes acho que sim.
Em seguida a sensação é
de vazio,
de não.
________________________
Auto-retrato sem ponto final

Vou me perdendo
e me encontrando
sem muitas certezas
vou vivendo
muitas recaídas
vários tropeços
algumas alegrias
vou me tornando
pior
melhor
igual
sei lá
vou me fragmentando
para juntar depois
os cacos
as perdas
os encontros
para talvez repintar
essa eu-tela
estranha
obscura
ora luminosidade
ora sombra
por vezes
natureza morta
noutras abstrata
simbolista
pós-moderna
arcaíca
dadaísta
com muitas demãos
de tinta nova
massa endurecida
solventes
pigmentos
pincelada por
chatos
macios
caros
baratos
vou perdendo
e encontrando
o tom
nas cores misturadas
que se transformam
em marrom
vou perdendo
e encontrando
a luz
quando cubro
de branco
outra vez
tornando-me limpa
voltando-me ao nada
para outra paisagem
para uma passagem
repinto
contudo não sei
em que posição ficar
se lá, pendurada
numa parede qualquer
se cá, encostada
na porta da sala
criando coragem ou
esperando bondade
quem sabe?
ou se...
reciclando
fico mesmo feliz
em cima do cavalete
com as mãos
encontrando
pouco a pouco
uma nuança
meus matizes
ou se...



Soll, domingo, 17h37min, 19/08/2007

Um comentário:

Fernanda disse...

ui, amiga, este se é que mata. Se vc nao se encontrar, nao se preocupe, eu encontro você e te devolvo... beijao

Postagens populares

Total de visualizações de página