Compartilhe!

Pesquisar neste blog

22 fevereiro, 2007

Carnaval

As manchetes dos jornais anunciam as escolas vencedoras do Carnaval e as estatísticas da desordem. Dos acidentes aos assassinatos, passando pelos assaltos e outros tipos de agressões, a folia brasileira dura o ano inteiro. Mas, no carnaval, não sei ao certo, os números engordam. Ou será que não?



Passar os olhos pelos noticiários é engolir miséria. Mortes, catástrofes, fome, corrupção, acidentes naturais, lixo, guerras, e todo tipo de conteúdo produzido pela humanidade em seu mais alto grau de degradação.
No saldo, parece que as equações do carnaval são:
violência = muita gente + bebidas/drogas + bundas de fora.
Ou
violência = bebida/droga + direção + imprudência.
Ou
violência = pobreza + desejo de consumo + oportunidade.
Ou
violência = dane-se + eu-quero-agora.


Isso é lá diversão?

2 comentários:

rogerio silvério disse...

é verdade, Solange. O país já esqueceu que arrastaram um menino por quatro bairros, no Rio de Janeiro. Esqueceram que quem arrastou aquela criança é produto podre de uma sociedade doente, mal educada, miserável do ponto de vista moral e espiritual, e além disso o Estado, que é pago por nós pra cuidar dessa "organização", tá cagando e andando pra nós. A única coisa que vale a pena neste mundo é o amor e a amizade, e o sexo, quando este é usufruído do jeito mais jovial. O resto é podridão, inclusive o Estado. Abraços, teu blog tá show de bola.

Soll disse...

é amigo, tá danado!

Postagens populares

Total de visualizações de página