Compartilhe!

Pesquisar neste blog

07 novembro, 2006

Poesia e vida...

"Nunca soube me defender, mas sempre consegui vencer o medo e o nervosismo para evitar ataques aos outros. Quando havia algum colega sendo discriminado, me tornava seu melhor amigo. Estar do lado mais fraco é poesia. Poesia não combina com o senso comum".
"A literatura não substitui a vida, ela nos prende mais a ela. Não entendo quando um escritor se sente realizado ao escrever um livro. Eu me sinto cada vez mais irrealizado aumenta a fome. O desejo não pretende se satisfazer para continuar desejando".
"Aumentamos a voz quando alguém grita com a gente. Os livros gritam - raros notam. Os leitores que escutam e respondem serão os novos autores".
"Tive que chamar atenção de mim para somente assim chamar atenção dos outros. Eu me esforcei o dobro. Hoje não olho para baixo para evitar a vertigem. Me perco mais voltando do que indo para frente".
"Não preciso impressionar para ser feliz".
Fabrício Carpinejar
Leia a entrevista completa com Carpinejar
_______________

3 comentários:

eduardo disse...

interessante... vou ler com mais calma...

manoela disse...

cada frase! alimenta a alma... inquietações são definitivamente o sopro divino q resulta em vida... bjinho

Soll disse...

oh amiga, se nao fossem as inquietacoes o que sobraria pra viver? bjs

Postagens populares

Total de visualizações de página