Compartilhe!

Pesquisar neste blog

05 novembro, 2006

Florbela Espanca - poesia portuguesa

Florbela Espanca


“O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que nem eu mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade...sei lá de quê!”.
____________________________________
"Viver é não saber que se vive".

____________________________________


Uma Biografia e outra aqui também

4 comentários:

blogstars.com.br disse...

Parabéns pelo selo dourado BlogStars!

Soll disse...

Obrigada queridos leitores e amigos que votaram neste blog na última semana! Conquistamos o selo dourado!sem vcs não seria possível! bjao! Soll

roger disse...

Finalmente ela criou um espaço DOURADO, agora terá que dar um selinho em mim por eu ter votado, eheheeh, tou brincando! abraços catacumbicionistas!

Soll disse...

te darei o selinho roger, NA NET rsss bjs

Postagens populares

Total de visualizações de página