Compartilhe!

Pesquisar neste blog

06 novembro, 2006

Anish Kapoor - Ascension

Imagens e texto por Solange Pereira Pinto
Esculpindo fumaça ou vento...

Esculpindo cores e ecos...


Esculpindo olhares...


Esculpindo cera e sensações...

Não tenho receio em dizer: as imagens que eu hoje vi ninguém mais verá.

Pode parecer estranho, mas entrar em contato com as esculturas e instalações de Anish Kapoor é o mesmo que caminhar por outra dimensão. Clichê desnecessário, mas lá estão as obras. Expostas. “Fixas”. Aparentemente, simples até. Ousadia. Criatividade é pouco para definir. Além disso, são minuciosamente trabalhadas. Polidas. Erguidas. Planejadas.

De uma matéria-prima que pode variar de acrílico, metal, cera, luz até fumaça, Kapoor utiliza qualquer meio para definitivamente nos transportar.

Apesar das controvérsias, o artista convida à co-criação, ainda que para além da faixa branca fincada no chão, no que há de melhor da linguagem contemporânea. O feito (e muito bem-feito) não está feito. Precisa do “expectador”. Necessita do outro para se completar. Embora, também surpreenda à distância.

Minha percepção é que não é possível ser mero observador, é imperativo participar. Tomar corpo. Comungar. O que Anish principalmente esculpe são sensações, olhares, cores, imaginação.

O encanto está em presenciar que as obras, ainda que as mesmas, serão sempre novas, diferentes a partir de cada interação do olhar. Refletem a busca incessante e concretizam a possibilidade do ainda não visto constante. Criar para recriar. Demonstra o talento de se utilizar a linguagem da atualidade de forma inusitada, quando já envelhecemos por pensar que tudo está pronto e criado, nesse tempo de releituras.

Kapoor prova que não. Ele pega o vento. Mas é a gente que dança com ele.

_____________________


Hoje (5/11/2006) estive no Centro Cultural Banco do Brasil (Brasília/DF) na mostra “Ascension”, do escultor indiano Anish Kapoor.

Para saber mais....


4 comentários:

vida que muda disse...

Parabéns pela amarelada, pelo blog excelente e pela audiência crescente...acho que os meus leitores (cansados de eu não atualizar meu blog) estão vindo todos para cá. E sendo muito bem atendidos, diga-se.
O selo laranja vai trazer ainda novos leitores, pode aguardar...
Beijos, menina de Brasília.

Soll disse...

obrigada amigo! tem selo laranja??! caracas! rss e uva? graviola? será uma salada, pois cada dia este blog se torna mais múltiplo! rsss bjs e obrigada, menino de sampa!

Jorge P.G. disse...

"Criar para recriar", eis a palavra-chave para se entender e apreciar como merece a arte que aqui fica registada.
E porque não pegares nestas imagens e recriá-las uma vez mais?

Fica a sugestão.

Um abraço

Jorge de Lisboa

Soll disse...

oi jorge, já até fiz outra recriaçao vou postar bjs

Postagens populares

Total de visualizações de página