Compartilhe!

Pesquisar neste blog

03 setembro, 2006

Postais de poesia

Título: Empilhadeiras voláteis
Autora: Solange Pereira Pinto
Técnica: Postais de poesia
Data: Rio de Janeiro, 1997
________________________
Entre Parênteses - É isso. A única coisa que remexer não dá é tranquilidade. Sobra angústia ou saudade. Que pode ser boa. Ontem revirei guardados. Encontrei postais de poesia que eu adorava fazer. Fiz muitos no Rio de Janeiro, numa temporada de férias. Fiquei namorando e relebrando a história de cada um. O bastidor. A viagem. Então resolvi compartilhar com vocês um pouquinho disso. Essa poesia asfaltada que empoeira a goela e nos transforma em empilhadeiras voláteis, equilibristas de outros corpos.

5 comentários:

vida que muda disse...

Oi Solange...
Gosto realmente muito do seu blog.
Mas me fala o que vocêia me dizer no e-mail. Você pensa que só mulher é curiosa?
Bjs,

Danilo

Setor Literário Sul disse...

Oi, Solange, tô na área.

eduardo disse...

È talentosa... Parabéns!!!!!!!

manoela disse...

soll, q a arte esteja sempre com você! beijos, lindo postal :)

Soll disse...

obrigada a todos vocês que prestigiam este blog! estou desenterrando ossos do quintal para este espaço rssss. Tomara que curtam! bjim Soll

Postagens populares

Total de visualizações de página